Após 10 anos de carreira, o profissional está em uma situação em que muita coisa já aconteceu, ao mesmo tempo em que muita coisa ainda está por acontecer. Avaliar os erros e acertos do passado será importante para construir um futuro melhor. Por outro lado, um futuro de sucesso depende das metas que os profissionais estabelecem para si mesmos.

Nesse momento da carreira, a sugestão é que o profissional reflita sobre estas 10 questões:

 

Pergunta para gerar gratidão

1 – Pelo que sou grato? Em primeiro lugar, a sugestão é que o profissional avalie os pontos pelos quais é grato, profissionalmente falando. A gratidão é um assunto importante, pois neurologicamente é um sentimento que ajuda a expandir a consciência e a visão de oportunidade do ser humano.

Na prática, pessoas gratas pelo que fazem e pelas coisas que conquistaram são mais felizes e mais criativas. Portanto, reflita sobre as suas principais conquistas profissionais e tente levantar o que você ganhou através do seu trabalho depois desses 10 anos de carreira.

 

Pergunta para gerar valor

2 – O que minha carreira significa para mim? Depois de anos de carreira, muitos profissionais acabam “ligando o piloto automático”. O problema aqui é que geralmente as pessoas trabalham muito, podendo até estar recebendo de forma condizente, mas vão deixando de lado o significado de tudo isso.

A sugestão é avaliar qual a importância desse trabalho que você realiza. Lembre-se de que, ao entender o significado da sua carreira, você poderá se tornar uma pessoa mais focada. “A luta passa a ter uma causa”.

 

Perguntas para gerar aprendizados

3 – Qual a grande lição que eu posso extrair de minha trajetória profissional? Algumas perguntas devem ser feitas no sentido de potencializar o desenvolvimento da sua carreira. Se por um lado, 10 anos já se passaram, por outro, muitos anos ainda estão por vir e corrigir os erros do passado será importante para ter mais sucesso ainda.

Um profissional que já tem 10 anos de carreira traz consigo muitos ganhos e muitas perdas. Portanto, a dica é avaliar onde você acertou e onde errou, para que consiga repetir os acertos e fugir dos erros.

4 – Quais estratégias me trouxeram até aqui? Na mesma linha da pergunta anterior, tente retomar quais foram seus maiores acertos. Agora que muitos projetos já terminaram, você pode olhar para trás e avaliar onde foi que você acertou.

5 – Quais foram os resultados mais positivos e negativos de minhas escolhas profissionais? Em 10 anos de carreira, muitas escolhas foram tomadas e agora é a hora de avaliar a sua habilidade de fazer escolhas. Tente entender se você usou mais a emoção ou a razão no passado, e agiu com maturidade ou deixou-se influenciar por outros profissionais.

Veja também se os caminhos que você tomou atenderam aos seus valores, se seguiram no que você acredita.

6 – O que realmente aconteceu ou está acontecendo para dificultar meus objetivos profissionais? Muitos profissionais, diante de frustrações profissionais, tendem a culpar fatores externos e não eles mesmos. Ou seja, se o profissional não conseguiu ser promovido, foi por causa do chefe que não gostava dele. Se não realizou um curso de pós-graduação, importante para o desenvolvimento da sua carreira, foi porque sua família não o ajudou.Tudo tem um motivo e ele nunca se responsabiliza por nada. No entanto, só uma pessoa tem responsabilidade pelo que acontece e aconteceu na sua carreira: você mesmo. Assumir essa responsabilidade é o primeiro passo para começar a se movimentar. Assim, olhe para trás e perceba como você poderia ter agido e não agiu. Percebendo isso, o profissional consegue definir metas e, com elas definidas, começa a ação.

7 – Como minhas experiências podem fazer com que eu descubra novas formas para aumentar meu potencial? Aqui, o profissional deve listar seus pontos fortes. Isso vai ajudar a levantar sua autoestima. Lembre-se de que suas qualidades ajudaram-no a chegar aonde chegou, mas não são apenas elas que o levarão para frente. É preciso desenvolver as competências que ainda não estão desenvolvidas e melhorar ainda mais seus talentos.

 

Perguntas para gerar expectativa de futuro

8 – O que desejo para minha carreira nos próximos 10 ou 20 anos? Se o profissional não sabe para onde quer ir, não tem meta nem foco, ele nunca saberá se conquistou seus objetivos. A sugestão é refazer o plano de carreira, para aqueles que tinham um no início da carreira. Para quem não havia feito, é hora de elaborar um.

Lembre-se de definir suas metas de curto, médio e longo prazo, pensando sempre em como você mesmo pode assumir todo o controle da sua carreira profissional. Os aprendizados do passado serão de muita utilidade nesse momento, pois o ajudarão a evitar alguns erros que já foram cometidos.

9 – Como eu poderia mudar imediatamente os pensamentos limitantes? Muitos profissionais não progridem justamente por conta dos seus medos e preocupações. Se você já reconhece quais são seus medos, suas limitações e suas preocupação, é o momento de lutar contra eles. Para isso, defina novos pensamentos fortalecedores, que passarão a fazer parte dos seus dias a partir de agora e transforme-os em metas a serem trabalhadas.

10 – Como alguém bem-sucedido conduziria e aproveitaria as oportunidades profissionais que tenho para atingir os objetivos propostos? Olhar para profissionais que já chegaram lá é uma ótima estratégia. Muitos trabalhos de coaching estimulam os indivíduos a observar pessoas que admiram e tentar entender o que elas fizeram em determinadas situações.

Selecione alguém da sua área, veja como ela age, como se comporta, quais são suas qualidades e tente trazer para sua realidade. Assim, você sai dos pensamentos e comportamentos comuns em que se colocou e aprende com o outro.